iklan

ÚLTIMAS NOTÍCIAS, INTERNACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

Governo reinicia envio de trabalhadores timorenses para Austrália

Governo reinicia envio de trabalhadores timorenses para Austrália

Trabalhadores timorenses. Imagem/SEFOPE.

DÍLI, 25 de novembro de 2020 (TATOLI) – A Secretaria de Estado para a Formação Profissional e Emprego (SEFOPE) vai em breve reiniciar o envio de  timorenses para a Austrália com 162 trabalhadores.

O Diretor Nacional do Emprego Exterior, Filomeno Soares, disse que o Executivo australiano pediu ao seu homólogo timorense que organizasse todo o processo de reinício de deslocação dos trabalhadores timorenses rumo ao país vizinho.

“Esta é a primeira reativação desde o início da pandemia provocada pela covid-19. Queremos então que arranquem, o que nos vai exigir muita preparação para responder ao pedido formalizado pela Austrália”, disse hoje Filomeno Soares, à agência Tatoli, em Becora.

Segundo o Diretor Nacional do Emprego Exterior, entre os 162 trabalhadores timorenses, 30 trabalharão em Burlington, 39 em Hillood, dez  em Mountford e os restantes 83 na Tasmânia.

“Os nossos colegas estão agora a ultimar todos os pormenores no sentido de darem instruções aos trabalhadores, enquanto outros estão a tratar do visto de trabalho. Outras empresas encetaram já contactos para efetuar os respetivos contratos. Assim, estamos a proceder a algumas atividades de modo a dar uma resposta positiva às agências”, adiantou.

Filomeno Soares afirmou ainda que a SEFOPE está atualmente a coordenar-se com o Ministério da Justiça (MJ) e o Ministério dos Transportes e Comunicações (MTC) no sentido de providenciar  a realização dos voos bem como sensibilizar os trabalhadores sobre a conduta a adotar no país vizinho.

“O nosso Secretário de Estado, Alarico do Rosário, e os diretores-gerais e nacionais estão, neste momento, a coordenar-se entre si para apoiarem esta iniciativa”, referiu.

Filomeno Soares acrescentou que está previsto o envio dos 162 trabalhadores timorenses para o próximo dia 2 de dezembro deste ano.

Os trabalhadores em causa, que vão trabalhar na área da agricultura, são oriundos dos 12 municípios e da Região Administrativa Especial de Oé-Cusse e Ambeno (RAEOA).

Jornalista: Nelia Fernandes

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!