iklan

NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

SEII considera que participação das mulheres na tomada de decisões traz mudanças inclusivas

SEII considera que participação das mulheres na tomada de decisões traz mudanças inclusivas

Secretaria de Estado para a Igualdade e Inclusão (SEII) Maria José da Fonseca Monteiro de Jesus.

DÍLI, 03 de novembro de 2020 (TATOLI) –A SecretáriadeEstadopara a Igualdade e Inclusão (SEII), Maria José da Fonseca Monteiro de Jesus, considera que a participação das mulheres na tomada de decisões traz mudanças inclusivas, pelo que a instituição as pretende proteger, representando-as e motivando todas as outras.

“Escolhemos o tema ‘Promover a participação de mulheres ao nível da tomada de decisão para liderar uma mudança inclusiva’, porque a mulher é dona de casa, quem toma conta da família, quem conhece as necessidades de casa, de questões da educação e da saúde. Quando um familiar está doente, a mulher é quem vai cuidar dele”, afirmou Maria de Jesus, à TATOLI, no âmbito da celebração do 45.º Aniversário do Dia Nacional da Mulher, em Hera.

A secretária de Estado afirmou ainda que, em caso de liderança, uma mulher pode trazer mudanças para todos os componentes da sociedade, pelo que, segundo a governante, a SEII criará condições para continuar a dignificar as mulheres, através da oferta de oportunidades e do envolvimento ao nível da tomada de decisões.

“Temos um programa que visa aumentar a participação de mulheres na vida política e no empoderamento económico e outros já estabelecidos nos municípios, incluindo na Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA), através do centro de empoderamento e inclusão social, que os vai estender até às aldeias”, revelou.

Segundo Maria de Jesus, a SEII e os parceiros mantêm também a análise do trabalho a todos os níveis.

“Os parceiros não só do desenvolvimento, mas de programas bilaterais, multilaterais, incluindo das organizações da sociedade civil, municípios e das regiões continuam a cooperar para garantirem a implementação das atividades já definidas, assegurando, assim, a participação máxima das mulheres, pessoas com deficiência bem como das comunidades LGBT em todo o processo”, realçou.

A secretária de Estado mostrou-se ainda otimista em relação à implementação do programa delineado e ao apoio financeiro para apoiar as mulheres em diversos aspetos.

“Aquelas que participaram ativamente em vários processos de desenvolvimento de longa duração contribuem para o fortalecimento da tomada de decisões, tanto na sua própria vida como na família”, defendeu.

Recorde-se que, entre os atuais  65 deputados e 43 membros do Governo, 38% e 17%, respetivamente, são mulheres.

Jornalista : Natalino Costa

Editora     : Julia Chatarina

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!