iklan

ÚLTIMAS NOTÍCIAS, INCLUSÃO SOCIAL, DÍLI, NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

Segunda fase de pagamento do subsídio realizada até final de agosto

Segunda fase de pagamento do subsídio realizada até final de agosto

DÍLI, 17 de agosto de 2020 (TATOLI) – O Diretor-Geral da Solidariedade Social e Inclusão (MSSI), Rui Manuel Gago Exposto, disse hoje que o pagamento do subsídio de 200 dólares americanos será efetuado durante a segunda fase até final deste mês.

Segundo o responsável, a equipa do MSSI constatou que, durante a primeira etapa da atribuição de subsídio, vários nomes de agregados familiares não constaram da lista, pelo que não lhes foram pagos os respetivos subsídios.

“Vamos dar prioridade às famílias que se registaram na primeira fase, mas que não viram os seus nomes nas listas publicadas. O pagamento da segunda fase continua a decorrer até ao final do mês de agosto”, disse o Diretor-Geral à Agência, no seu local de trabalho, em Caicoli, Díli.

O responsável salientou ainda que a equipa do MSSI tomará em conta todos os nomes que foram privados do subsídio relativo à primeira fase, nomeadamente oriundos de duas aldeias do suco de Camea, uma do suco de Bidau e quatro localizadas no Posto Administrativo de Maubara, em Liquiçá.

Manuel Exposto lembrou ainda que os cerca de 16 mil agregados familiares que reclamaram por não terem recebido o subsídio a que tinham direito recomendaram, entretanto, que fossem criadas novas listas, pois durante o estado de emergência muitos trocaram de residência.

Para o diretor-geral, a reclamação não faz qualquer sentido. Assegurou, como tal, que o Ministério da Administração Estatal (MAE) tomará conta da ocorrência, efetuando  a verificação de todos os dados.

“Da nossa parte, tudo fizemos para proceder ao pagamento do subsídio, ao abrigo do diploma ministerial. Durante o processo de atribuição do subsídio, foram, contudo,  registadas várias irregularidades”, referiu.

O dirigente adiantou ainda que, caso o processo de pagamento do subsídio não venha a ser finalizado até final de agosto, o prazo poderá ser alargado no próximo mês com vista a solucionar os casos que possam gerar maior confusão.

Rui Exposto acrescentou que os ministérios necessitam de proceder à verificação, avaliação e análise com rigor de todos os dados relativos às reclamações antes mesmo de ser efetuado o respetivo pagamento. Salientou, por último, que o valor do orçamento alocado para efetuar o segundo pagamento do subsídio é suficiente.

Jornalista: Osoria Marques

Editor: Cancio Ximenes

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!