iklan

ÚLTIMAS NOTÍCIAS, POLÍTICA, DÍLI, NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

Forças políticas timorenses tentam ocupar mesa parlamentar

Forças políticas timorenses tentam ocupar mesa parlamentar

DÍLI, 18 de maio de 2020 (TATOLI) – A nova aliança formada pelo Partido de Libertação Popular (PLP), Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (FRETILIN) e Kmanek Haburas Unidade Timoroan (KHUNTO) tentou ocupar a cadeira do Presidente do Parlamento Nacional, Arão Noé de Jesus, para dar início à sessão plenária destinada a destituir o presidente deste órgão.

Segundo o que apurou o jornalista da TATOLI, hoje, no Parlamento Nacional, a Vice-Presidente Parlamentar, Maria Angelina Lopes Sarmento, tentou dirigir-se para a mesa do parlamento no sentido de ocupar a cadeira do Presidente Arão Noé. Entretanto, os deputados do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), Maria Rosa de Camar “Bisoi” e José Virgílio, impediram que tivesse acesso à cadeira, tendo inclusive o deputado do CNRT ficado a vigiar a cadeira do Presidente Arão Noé.

Apesar de os deputados do PLP, FRETILIN e KHUNTO terem incumbido Angelina Sarmento de ocupar o lugar da presidência da mesa parlamentar, alguns deputados do CNRT afastaram-na, sugerindo que saísse do plenário.

Às 10h00, hora para a qual estava agendado o debate parlamentar, surgiram os primeiros sinais de tensão sob forte vigilância policial.

“Poderemos entregar esta cadeira quando se cumprir à risca as leis. Não nos podemos agarrar ao poder”, disse o deputado do CNRT, José Virgílio, após a tentativa falhada dos deputados das três bancadas – PLP, Fretilin e Khunto- obrigarem Maria Angelina a ocupar o lugar de Arão Noé.

Recorde-se que as bancadas do PLP, Fretilin e KHUNTO tinham já apresentado um requerimento a solicitar a destituição de Arão Noé, no passado dia 11 de maio, mas o Presidente do Parlamento recusou debater em plenário a sua destituição.

Apesar da insistência por parte dos três partidos de que abandonasse o cargo de presidente do órgão legislativo, Arão Noé pediu ao Chefe de Estado, Francisco Guterres Lú Olo, que dissolvesse o Parlamento Nacional.

As três bancadas Fretilin, PLP e Khunto apresentaram também um pedido aos dois Vice-Presidentes do Parlamento Nacional, Angelina Sarmento e Luís Roberto, no dia 13 de maio para que liderassem a mesa, mas viria hoje a ser rejeitado pelos deputados do CNRT.

A Vice-Presidente do Parlamento Nacional, Maria Sarmento, criticou, por seu turno, a ação de alguns deputados do CNRT de invadirem a mesa do Presidente do Parlamento, considerando-a um crime.

Jornalista : Zezito Silva

Editora : Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!