iklan

ÚLTIMAS NOTÍCIAS, DÍLI, NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

Governo pede a quem saiu de quarentena que mantenha contacto com profissionais de saúde

Governo pede a quem saiu de quarentena que mantenha contacto com profissionais de saúde

Diretora-Geral da Prestação de Serviços de Saúde em Timor-Leste, Odete Viegas da Silva.

DÍLI, 06 de abril de 2020 (TATOLI) – A Diretora-Geral da Prestação de Serviços do Ministério da Saúde, Odete Viegas, pediu às 164 pessoas que saíram hoje de quarentena obrigatória que mantenham o contacto com os profissionais de saúde, caso venham a sentir sintomas de Covid-19, como febre, tosse, dores musculares e dificuldades respiratórias.

Segundo a diretora, após terem cumprido 14 dias em quarentena, 98 no Hotel Horizonte e 66 no Hotel Audian, estas pessoas podem finalmente regressar aos seus lares.

“Hoje, as pessoas que saem de quarentena, após 14 dias de confinamento, recebem um certificado da mão do Governo. Podem, deste modo, regressar às suas casas para junto da família”, disse Odete Viegas, em declarações aos jornalistas, no Hotel Horizonte, em Díli.

A diretora aproveitou a ocasião para fazer um apelo a todos os cidadãos para que continuem a aplicar medidas de prevenção como lavar as mãos com sabonete, usar máscara e a cumprir o distanciamento social.

“Devemos acatar o cumprimento das normas de prevenção para conter a propagação da pandemia do Covid-19 no nosso país”, salientou.

Odete Viegas agradeceu tambem à equipa de profissionais de saúde que, durante 14 dias, acompanharam a situação clínica de todos os que estiveram em quarentena alojados nas duas unidades hoteleiras, localizadas em Díli.

Já o Vice-Ministro da Administração Estatal, Abílio José Caetano, disse hoje que o Governo enviou um pedido formal de desculpas às 164 pessoas por terem estado em confinamento obrigatório, ao abrigo das orientações emanadas quer pela Organização Mundial de Saúde (OMS) quer pelo Executivo timorense.

“Peço desculpa às pessoas que viveram em quarentena durante 14 dias”, afirmou.

O governante destacou ainda o contributo da equipa das linhas ministeriais do Covid-19 no transporte das pessoas para a sua residência.

Também o líder carismático de Timor-Leste Xanana Gusmão pediu a estes cidadãos que continuassem a informar os profissionais sobre o seu estado de saúde, caso venham a sentir sintomas do novo coronavírus.

“Os 164 cidadãos não devem neste momento celebrar, mas antes manter as medidas de prevenção junto dos seus familiares”, apelou.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas
Editor: Zezito Silva

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!