iklan

POLÍTICA, INTERNACIONAL, HEADLINE, NACIONAL, NOTÍCIAS DE HOJE

Voto de emigrantes timorenses nas Filipinas depende do Conselho de Ministros

Voto de emigrantes timorenses nas Filipinas depende do Conselho de Ministros

Diretor-Geral do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE), Acilino Manuel Branco. Imagem TATOLI/António Gonçalves.

DÍLI, 12 de janeiro de 2023 (TATOLI) – O Diretor-Geral do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE), Acilino Manuel Branco, disse hoje que a possibilidade de voto, nas eleições parlamentares, para timorenses residentes nas Filipinas vai depender de uma decisão do Conselho de Ministros. 

“Uma equipa conjunta do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação e do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral identificaram cerca de 300 cidadãos timorenses a residir nas Filipinas”, disse Acilino Branco à Tatoli.

O responsável explicou que aquele número é composto por estudantes bolseiros e por cidadãos que estão ao serviço de congregações religiosas.

O dirigente salientou que a possibilidade daqueles cidadãos exercerem o seu direito de voto nas próximas eleições vai partir do MNEC, que vai propô-la em reunião de Conselho de Ministros. “Caso o Conselho de Ministros aprove, a nossa equipa está pronta para levar a cabo as operações conducentes ao voto daqueles cidadãos”, referiu.

Questionado sobre este assunto, o deputado António Verdial é de opinião que se devem mover diligências de modo a garantir o direito de voto dos cidadãos que se encontram a residir nas Filipinas. “Temos muitos cidadãos timorenses nas Filipinas, por isso, acho importante dar-lhes a oportunidade de votar”, defendeu.

Notícia relacionada:Eleições parlamentares timorenses não terão centros de votação na Indonésia

 Jornalista: Domingos da Piedade Freitas   

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!