iklan

ECONOMIA, HEADLINE

Estudo revela que quase um terço de formados pelo SEFOPE estão empregados

Estudo revela que quase um terço de formados pelo SEFOPE estão empregados

Fonte: SEFOPE

DÍLI, 10 de outubro de 2023 (TATOLI) – Um estudo realizado pela Secretaria de Estado para a Formação Profissional e Emprego (SEFOPE) revelou que 31% dos graduados provenientes dos Centros de Formação Profissional   conseguiram emprego em várias organizações locais, internacionais e em instituições do Estado.

O Secretário de Estado da SEFOPE Rogério Araújo Mendonça disse que o estudo visou analisar a situação dos ex-formandos após o término dos cursos. “Queria agradecer aos graduados que se disponibilizaram a ser entrevistados. O estudo visou recolher os dados dos graduados dos centros de formação profissional da tutela do SEFOPE. A instituição faz estes estudos a cada dois anos, segundo as necessidades. De acordo com os resultados, 31% dos graduados encontraram emprego depois de terminar os seus cursos nos centros de formação”, informou Rogério Mendonça, esta segunda-feira, no Timor Plaza.

O Diretor Nacional do Mercado e Trabalho da SEFOPE, Ângelo Santos, por sua vez, disse que o estudo foi feito durante três meses via entrevistas estruturadas e em todo o país, e abarcou ex-alunos de cursos nas áreas de administração e finanças, construção civil, hospitalidade, mecânica de automóveis e agricultura.

“O nosso estudo focou-se em só em graduados que terminaram a formação nos centros de formação acreditados da SEFOPE  entre 2018 e 2022. A amostra foi de 572 inquiridos, mas só recolhemos dados de 400. Entre os problemas que encontramos o pior foi os centros de formação não terem contactos dos graduados e porque alguns formandos residiam em áreas rurais”, disse Ângelo Santos. O dirigente informou que os entrevistadores eram da Direção-Nacional de Informação Mercado e Trabalho da SEFOPE, e foram acompanhados por funcionários da SEFOPE nos municípios.

Segundo os dados, dos graduados que encontraram emprego, cerca de 60% estão em empresas privadas, cerca de 35% em instituições do Governo e menos de 5% em agências nacionais e internacionais. Os dados também indicaram que,  “66% são mulheres e 34% são homens. Deficientes eram 2,3%”. O estudo mostrou ainda que 80% dos graduados estão satisfeitos com os centros de formação profissional e 20% insatisfeitos. Também 19% revelaram-se insatisfeitos com as áreas que se escolheram. Os graduados recomendam ao Governo para investir mais nos Centros de Formação Profissional a fim de capacitar os jovens no país.

De acordo com os dados do SEFOPE de 2018 a 2022, os Centros de Formação formaram 6216 graduados em várias áreas em todo o território.

Equipa da TATOLI

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!