iklan

POLÍTICA, ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

ANCT-TL pede um maior aumento do imposto sobre o tabaco

ANCT-TL pede um maior aumento do imposto sobre o tabaco

Gestor da ANCT-TL, Sancho Fernandes. Imagem Tatoli/Egas Cristovão.

DÍLI, 09 de novembro de 2022 (TATOLI) – O Diretor-Executivo da Aliança Nacional do Controlo do Tabaco em Timor-Leste (ANCT-TL), Sancho Fernandes, considerou que o aumento dos impostos sobre o tabaco, de 50 dólares para 100 por cada quilograma, poderia contribuir para a economia do país.

“Se o aumento dos impostos sobre o tabaco conduzir a uma redução do consumo de cigarros, estamos perante um início significativo”, afirmou o dirigente, à Tatoli, no Bairro Pité, Díli.

O dirigente pediu ao Parlamento Nacional que, ao invés de aumentar o imposto sobre cada quilograma, aumentasse em 70% o preço de cada maço de tabaco, alegando que o Estado poderia arrecadar anualmente cerca de 46 milhões dólares americanos.

O dirigente lembrou que cerca de 270 mil timorenses fumam e que, de acordo os dados da ANC-TL, os timorenses gastam anualmente 64 milhões de dólares para tratar de doenças causadas pelos efeitos do tabaco.

O responsável recordou que o Executivo aumentou, este ano, o preço do tabaco para 50 dólares por quilograma, no entanto não se registam grandes  progressos, porque o preço média de cada maço continua a ser relativamente baixo.

Segundo Sancho Fernandes, o Executivo arrecadou, entre 2016 e 2020, cerca de 14 milhões. Após o aumento dos impostos em 2021, o Governo já angariou 19 milhões.

De acordo com a estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 260 mil timorenses serão fumadores nos próximos dois anos.

Notícia relevante: Governo quer aumentar em 100% impostos sobre o tabaco

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!