iklan

INTERNACIONAL, DÍLI, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Funcionários eleitorais vão sensibilizar emigrantes para o voto postal

Funcionários eleitorais vão sensibilizar emigrantes para o voto postal

Diretor dos Assuntos Consulares e das Comunidades Timorenses, Hermínio Pinto.

DÍLI, 17 de fevereiro de 2023 (TATOLI) – O Diretor dos Assuntos Consulares e das Comunidades Timorenses, do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação (MNEC) de Timor-Leste, Hermínio Pinto, afirmou que os funcionários das embaixadas e consulados em Inglaterra, Portugal, Coreia do Sul e na Austrália, vão sensibilizar os eleitores para a modalidade do voto postal.

“O MNEC deu instruções aos embaixadores e cônsules para levarem a cabo uma sensibilização relativamente ao voto postal, de modo a que os cidadãos que se encontrem ocupados no dia das eleições possam enviar os boletins de voto via postal”, informou à Tatoli, na Praia dos Coqueiros.

O dirigente revelou ainda que o voto postal será “enviado através das embaixadas ao endereço dos cidadãos registados”. Logo após, “será enviado de volta à embaixada ou ao centro de votação para fazer a contagem”.

O responsável afirmou ainda que o MNEC vai fazer todos os esforços para garantir o sucesso da implementação do voto postal e informou que “os custos para as pessoas no envio do voto postal são da responsabilidade do Secretariado Técnico da Administração Estatal. As embaixadas e consulados apenas irão operacionalizar o serviço”, frisou.

Hermínio Pinto acrescentou que na próxima semana uma equipa integrada do MNEC, do Ministério da Justiça e do STAE partem para o estrangeiro para, além de instruírem sobre o modo de implementação do voto postal, verificarem os cadernos de recenseamento eleitoral e ainda atualizarem as bases de dados e renovarem passaportes caducados.

Notícia relevante: Voto postal implica formação a funcionários envolvidos

 Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!