iklan

ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

TANE: Preços de alguns produtos importados aumentam mais de 100%

TANE: Preços de alguns produtos importados aumentam mais de 100%

Presidente da TANE, António da Silva Ramos. Fotografia Tatoli/Francisco Sony.

DÍLI, 09 de janeiro de 2022 (TATOLI) – O Presidente da Associação da Defesa dos Consumidores de Timor-Leste (TANE), António Ramos, disse que os preços de alguns produtos importados como como os refrigerantes e o açúcar aumentaram mais de 100%.

Segundo o responsável, as taxas de importação de Timor-Leste são inferiores às de outros países asiáticos. Na sequência, apelou, por isso, aos lojistas que cumpram o aumento percentual estabelecido pela Autoridade Aduaneira e não especulem os preços praticados.

“Em dezembro uma caixa com 24 coca-colas custava seis dólares, neste momento custa 18. Os distribuidores não podem aumentar desta forma os preços dos produtos, este aumento é considerado um crime, pois estamos perante a violação da lei do preço justo”, explicou.

O presidente aconselhou os consumidores a apresentarem queixa, caso os preços dos produtos continuem numa escalada desmedida.

Segundo Leonardo Mendonça, negociante de Covalima, que se deslocou à capital para abastecer o seu quiosque, os preços de determinados produtos aumentaram bastante, ao contrário dos da farinha e do arroz que se mantêm iguais aos do ano passado.

“Dantes comprava 50 quilogramas de açúcar a 40,5 dólares, hoje paguei pela mesma quantidade 80 dólares. O sumo da marca gresh passou de sete dólares e meio para 9,95 dólares, a massa instantânea (super mie) de 7,70  dólares aumentou para 7,95  dólares”.

Notícia relevante: Aumento dos impostos sobre açúcar, algumas bebidas e tabaco previne doenças

Questionado sobre os preços que irá praticar na sua loja, o negociante revelou que os aumentos por produto rondaram entre os 25 centavos e um dólar.

Recorde-se que era intenção do Governo aumentar em 100% os impostos sobre o tabaco, de 50 dólares americanos por quilograma para 100 a fim de contribuir para as receitas domésticas e também beneficiar a saúde dos cidadãos. A intenção concretizou-se.

O Executivo também aumentou em um dólar americano por cada quilograma de açúcar e de produtos de confeitaria e três dólares por cada litro de água açucarada e bebidas não alcoólicas, à exceção de sumos de fruta, contribuindo, desse modo, para proteger a saúde pública, e apoiando deste modo o programa do Ministério da Saúde.

Além do aumento do imposto sobre o tabaco, o Executivo também introduziu uma taxa de imposto dos automóveis: se o valor é superior a 10 mil dólares, o imposto passou a ser de 10%, caso o valor ascenda os 25 mil, a taxa é de 25% e acima dos 50 mil, de 30%.

Notícia relevante: Deputados pedem a Governo que controle especulação dos  preços

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!