iklan

POLÍTICA, INTERNACIONAL, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Estado timorense atribui Medalha de Mérito ao Embaixador da Coreia do Sul

Estado timorense atribui Medalha de Mérito ao Embaixador da Coreia do Sul

O Presidente da República, José Ramos Horta, condecora o Embaixador da Coreia do Sul, Kim Jeong-ho. Fotografia/PR.

DÍLI, 07 de janeiro de 2023 (TATOLI) – O Presidente da República, José Ramos Horta, condecorou hoje o Embaixador da Coreia do Sul, Kim Jeong-ho, que está em final de missão, com a Medalha de Mérito como reconhecimento do seu contributo para o desenvolvimento do país.

Na cerimónia de condecoração, que decorreu no Palácio Presidencial, o diplomata sul-coreano recordou os esforços feitos pelo seu governo em prol do desenvolvimento de Timor-Leste. “A Coreia tem-se envolvido em projetos de desenvolvimento nos domínios da saúde, da educação e nutrição infantis, no desenvolvimento juvenil, na agricultura e pescas, bem como na prevenção da violência de género”, afirmou Kim Jeong-ho, em Díli.

O diplomata frisou que, durante a sua missão diplomática, foram vários os projetos concretizados, acrescentando que deixa o país com alguns em curso e outros em fase de discussão.

Kim Jeong-ho referiu que, se por um lado se sente triste com o término da sua missão, por outro sente o dever de missão cumprida.

“Tenciono regressar à Coreia e dar uma palestra sobre segurança nacional e diplomacia numa universidade. Quero partilhar com os estudantes coreanos o quão belo é Timor-Leste e quão caloroso é o povo timorense”, frisou.

O diplomata terminou o seu discurso com um apelo dirigido a todos os timorenses: “Façam de Timor-Leste um país mais próspero e, por favor, continuem a desenvolver uma boa relação com a Coreia do Sul”.

Por sua vez, o Presidente da República, José Ramos Horta, agradeceu ao Governo Sul-Coreano os 20 anos de apoio a Timor-Leste, relembrando especificamente o envio de forças de segurança para a manutenção da paz, aquando do conflito com a Indonésia.

“A Coreia do Sul é muito solidária com Timor-Leste, porque também ela foi vítima de ocupação estrangeira”, afirmou.

A Medalha de Mérito foi criada, através do Decreto-Lei n.º 15/2009 de 18 de março, para reconhecer e agradecer a militares, polícias nacionais e internacionais que serviram a nação timorense, em prol do reforço da ordem social e cujas ações contribuíram de modo significativo para a paz e a estabilidade nacional.

A medalha simboliza também gratidão para com os nacionais e aqueles que, de várias partes do mundo, desempenharam um papel ativo no desenvolvimento de Timor-Leste.

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!