iklan

INTERNACIONAL, ECONOMIA, HEADLINE

Estados Unidos apoiam eleições parlamentares inclusivas em Timor-Leste

Estados Unidos apoiam eleições parlamentares inclusivas em Timor-Leste

DÍLI, 05 dezembro de 2022 (TATOLI) – Os Estados Unidos vão conceder 1,25 milhões de dólares para apoiar as Eleições Parlamentares inclusivas em Timor-Leste em 2023. De acordo com a declarações da  Agência de Desenvolvimento Internacional dos Estados Unidos da América (USAID) o apoio será fornecido aos parceiros do Consórcio de Eleições e Processos Políticos (CEPPS), ao Instituto Republicano Internacional (IRI), à Fundação Internacional para os Sistemas Eleitorais (IFES), e a parceiros locais para implementar atividades que confiram um carácter de inclusividade ao processo eleitoral parlamentar timorense.

“Como uma nação democrática vibrante que é, Timor-Leste vai dar um passo excecional no sentido de promover a dignidade e a expressão dos seus cidadãos e reforçar o papel das nossas instituições democráticas”, declarou a Diretora da Missão da USAID em Timor-Leste, Zema Semunegus.

“No apoio a estes esforços, a USAID tem o prazer de fornecer 1,25 milhões de dólares para ajudar Timor-Leste a promover eleições parlamentares inclusivas, livres, justas e credíveis”, acrescentou Zema Semunegus, em declarações proferidas ontem.

As eleições parlamentares de 2023 serão as segundas eleições realizadas em Timor-Leste durante a pandemia da covid-19.  Dado que Timor-Leste quer reforçar ainda mais a sua democracia antes das próximas eleições, a USAID ajudará a apoiar o processo no sentido de contribuir para que os cidadãos, informados, possam exercer com segurança o seu direito de voto, enquanto se promove a legitimidade e a transparência do processo eleitoral.

“A USAID priorizará sondagens de opinião credíveis e apoiará, na organização de campanha, mulheres e candidatos jovens e ajudará na implementação de campanhas que respondam aos interesses e preocupações dos cidadãos. Um apoio aos partidos políticos e um auxílio na monitorização eleitoral interna ajudarão a assegurar a transparência e integridade eleitorais”, afirmou Zema Semunegus.

Privilegiar-se-ão também atividades inclusivas de educação e divulgação ao eleitorado visando fornecer informações eleitorais essenciais, potenciar a motivação dos cidadãos a participar nas eleições e um fomento ao diálogo entre cidadãos, partidos políticos e candidatos, para que os eleitores possam fazer uma escolha informada no dia das eleições.

Assegura-se, também, que todas as atividades de educação e observação dos eleitores serão implementadas em estreita coordenação com os órgãos de gestão eleitoral de Timor-Leste, a Comissão Nacional de Eleições (CNE) e o Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE).

Jornalista: Camilo de Sousa/Tradutora: Maria Auxiliadora

Editora: Nélia Borges

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!