iklan

POLÍTICA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

STAE: Ramos Horta quer maior participação eleitoral dos timorenses no estrangeiro

STAE: Ramos Horta quer maior participação eleitoral dos timorenses no estrangeiro

Diretor-Geral do STAE, Acilino Manuel Branco. Imagem Tatoli/Egas Cristóvão.

DÍLI, 18 de novembro de 2022 (TATOLI) – O Presidente da República, José Ramos Horta, solicita aos órgãos eleitorais que tomem medidas no sentido de aumentar a participação dos eleitores no estrangeiro. A informação foi veiculada pelo Diretor-Geral do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE), Acilino Branco.

“O Presidente da República pediu aos órgãos eleitorais que pensassem em novas medidas conducentes a aumentar a participação e garantir o direito de voto dos timorenses, nomeadamente os que estão a residir no estrangeiro”, disse Acilino Branco, após a conclusão de um encontro com o Chefe de Estado, no Palácio Presidencial, em Bairro Pité.

O responsável reconheceu a necessidade destas medidas, tendo em conta o facto de que a taxa de participação dos eleitores na segunda volta das eleições presidenciais não foi menor à da primeira volta.

“Apresentamos, por isso, ao Chefe de Estado, três medidas para aumentar a taxa de participação dos eleitores no estrangeiro. Pensamos em urnas eletrónicas, mais postos de votação e a possibilidade do voto antecipado. No entanto, os órgãos eleitorais, como o STAE e a Comissão Nacional de Eleições, vão discutir medidas adequadas para dar resposta à preocupação do Presidente da República”.

Recorde-se que a taxa de participação nas eleições presidenciais de 2022 aumentou para 77,26%, o equivalente a 647.172 eleitores, face a uma taxa que se fixou nos 71,16% (743.150), em 2017.

O STAE registou 859.613 eleitores timorenses, dos quais 852.500 estavam registados no país e 7.113 na diáspora.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editor: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

One Comment

  1. Ate agora temos sido alvo e sentido de que “quem esta fora nao racha lenha”. Os ministros vem e falam em tetun, a geracao vindoura na diaspora fala portugues e ingles e nao percebe bem o tetun, (portugues kapado).
    Ha muito trabalho a desenvolver, maos a obra para nao perdermos a camioneta!

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!