iklan

ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

MTCI disponível a propostas de projetos de dinamização turístico-cultural

MTCI disponível a propostas de projetos de dinamização turístico-cultural

Turismo comunitário de lagoa Henumo.

DÍLI, 16 de novembro de 2022 (TATOLI) – O Ministério do Turismo, Comércio e Indústria (MTCI) aprovou, para 2022, um orçamento para um programa de dinamização turístico-cultural em alguns sucos. Aquele financiamento englobava projetos de turismo comunitário, dois programas – o Jornada da Resistência e o Jornada Café Mambae e ainda eventos culturais avulsos. Para todos estes projetos foram, agora, decididas, as verbas específicas.

O Governo, em 2022, alocou para o desenvolvimento daqueles programas, mais de um milhão de dólares americanos, mas apenas executou 20% do orçamento. Assim sendo, para projetos de turismo comunitário, o MTCI contínua disponível para receber propostas, de acordo com declarações proferidas no Farol.

O Diretor Nacional do Turismo Comunitário e Cultural, Moisés Tilman, informou que aqueles projetos e programas são importantes porque vão beneficiar as populações locais.

“Começamos este ano com os programas de turismo comunitário em oito sucos nos municípios de Ainaro, Bobonaro, Covalima, Manufahi, Liquiçá e Lautém. Identificamos ainda os locais para o programa Jornada da Resistência nos municípios de Baucau, Lospalos e Viqueque”, afirmou o diretor à Tatoli.

Para efeitos dos projetos de turismo comunitário já foram identificados 11 locais com potencial turístico, com um orçamento de cerca de 320 mil dólares, mas que, para alguns projetos, ainda se processa a aquisição de materiais. Todavia, para estes projetos, “o ministério está disponível para receber as propostas de comunidades sobre sítios turísticos e históricos”.

A propósito do programa Jornada Café Mambae, Moisés Tilman referiu que o Governo alocou cerca de 190 mil dólares e que visa desenvolver e conservar as plantações de café mais antigas.

O Governo apoiou ainda os eventos culturais que visavam atrair turistas e preservar a cultura local, como por exemplo, a colheita de meji, no suco Loré (Lospalos), e a colheita de buah e atividades pesqueiras em Ataúro e ainda atividades relacionadas com a exploração turística de uma casa sagrada (e respetiva história), em Aileu. Para este último, o MTCI atribuiu um orçamento de cerca de 24 mil dólares.

O diretor lamentou que apesar de os programas estarem em andamento, o mau estado das estradas dificulta a realização de alguns.

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!