iklan

EDUCAÇÃO, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE, SAÚDE

Meninas vão receber suplementos vitamínicos

Meninas vão receber suplementos vitamínicos

Ministério da Saúde e MEJD realizaram um seminário visando preparar uma campanha de distribuição de suplementos vitamínicos. Imagem/Felicidade Ximenes.

DÍLI, 29 de setembro de 2022 (TATOLI) – O Ministério da Saúde e o Ministério da Educação, Juventude e Desporto (MEJD) realizaram hoje um seminário visando preparar uma campanha de distribuição de suplementos vitamínicos para o proxímo ano.

Estão em causa dois suplementos, Iron Folic e Ácido Fólico, especialmente destinados a meninas, crianças e adolescentes com idades compreendidas entre os 12 e os 16 anos. Aqueles suplementos são tidos como muito importantes no fortalecimento do sistema imunitário e na prevenção, em específico, de anemias, ou na mitigação dos efeitos de uma má nutrição, em geral.

O Diretor-Geral da Prestação de Serviços de Saúde interino, Nilton da Silva, destacou a necessidade das crianças tomarem estas vitaminas para auxiliar a oxigenação do corpo e ajudar na redução do cansaço e da fadiga.

“É fundamental que meninas, crianças e adolescentes, com idades entre os 12 e os 16 anos, tomem estas vitaminas após terminar a fase da menstruação, para recuperar a saúde. A Organização Mundial de Saúde sugere que se dê estes suplementos a meninas”, informou o dirigente, no Ministério das Finanças, em Aitarak-Laran, Díli.

Nilton da Silva recordou que o Governo está a lutar contra a má nutrição no país, mostrando-se preocupado também com algumas mães a quem faltam conhecimentos para preparar uma alimentação nutritiva. Causa relevante para tal é, no pensamento do dirigente, a pobreza que contribui decisivamente para o aumento do número de casos de subnutrição no país.

Também o Diretor Nacional de Ação Social Escolar do MEJD, Joaquim Martins, referiu a importância da distribuição destes suplementos para a melhoria da saúde das crianças e para o aumento das competências escolares relevantes. Realçou: “As estudantes precisam de uma alimentação nutritiva, por isso apoiamos este programa para melhorar a qualidade da saúde”.

A Conselheira e Chefe de Missão Adjunta da Embaixada do Japão em Timor-Leste, Yamada Kazumi, também se pronunciou. Informou que o Governo nipónico disponibilizou cerca de três milhões de dólares americanos ao Executivo timorense para apoiar um programa de boa nutrição.

Também a Chefe da Planeamento, Monitorização, Avaliação e Política Social do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Emmanuelle Collet, mostrou-se satisfeita por trabalhar em parceria com o Ministério da Saúde e com o MEJD para apoiar o programa da distribuição dos suplementos vitamínicos. Nas palavras de Emmanuelle Collet, “É fundamental que estas crianças tomem estes suplementos para prevenir a anemia” tendo especificado que “cada criança vai receber sete comprimidos”.

De acordo com a mesma responsável, a UNICEF vai organizar o processo de aprovisionamento dos suplementos nutricionais, Iron Folic e Ácido Fólico, com base no número de estudantes com o perfil definido, para que estes suplementos possam ser distribuídos aos estabelecimentos do ensino.

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!