iklan

INTERNACIONAL, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Timor-Leste e Santa Sé inauguram Centro da Fraternidade Humana

Timor-Leste e Santa Sé inauguram Centro da Fraternidade Humana

Arcebispo Dom Edgar Peña Parra. Imagem Tatoli/António Daciparu.

DÍLI, 19 de setembro de 2022 (TATOLI) – O Presidente timorense, José Ramos Horta, e o Substituto para os Assuntos Gerais da Secretaria de Estado do Vaticano, Arcebispo Dom Edgar Peña Parra, inauguraram o Centro da Fraternidade Humana Timor-Leste, no Palácio Presidencial.

Na base da criação do centro esteve o documento A Fraternidade Humana para a Paz Mundial e a Convivência Comum, conhecida como Declaração de Abu Dhabi, assinado em 2019 pelo Papa Francisco e o Grande Imã de Al -Azhar, Ahmad Al-Tayyeb. Neste sentido, o Centro pretende ser de carácter ecuménico, isto é, que agrega diversas religiões que, com valores comuns, se juntam em prol da paz e da fraternidade mundial.

Presidente da República, José Ramos Horta. Imagem Tatoli/António Daciparu.

“Timor-Leste foi pioneiro na adoção do documento sobre Fraternidade Humana como um documento nacional. Espero que possamos adotar o documento no currículo escolar desde o ensino pré-primário até o ensino superior”, declarou o Presidente da República, José Ramos Horta.

O Arcebispo Dom Edgar Peña Parra também destacou este carácter ecuménico. Ele entende, que no sentido da Fraternidade Humana está a vontade de que todas as religiões no mundo devem ser testemunhas de uma verdade: a paz dos povos.

“Do ponto de vista religioso sobre a fraternidade é que somos irmãos. Esperamos que este belo país, Timor-Leste, que adotou o documento da fraternidade, o povo viva como irmãos e tenha uma grande oportunidade de se desenvolver, porque todos os seres humanos têm os mesmos direitos na sociedade”, sublinhou Edgar Peña Parra.

O Arcebispo espera que, nesta ocasião, o Presidente timorense, as confissões religiosas e os membros do Governo possam assinar um compromisso conjunto, em oração, para que Timor-Leste viva em fraternidade e leve a cabo um programa que considere os cidadãos dignos de atenção sob o ponto de vista da paz e da fraternidade.

“A paz e a fraternidade são pertinentes para um país. Ninguém vive sem fraternidade, como disse o Papa Francisco: quando há guerra estamos todos perdidos e quando há paz somos todos vencedores”, assegurou.

Na cerimónia do lançamento, os líderes de várias religiões, num espírito ecuménico, assinaram também um pacto inter-religioso sobre a Fraternidade Humana em Timor-Leste.

O documento foi assinado por Dom Virgílio Cardeal da Silva, pelo Presidente da Conferencia Episcopal Timorense, Dom Norberto do Amaral, pelo Administrador da Diocese de Baucau, Padre Alípio Pinto Gusmão, pelo Presidente do Conselho Curador da Mesquita An-Nur, Abdullah Said Sagran, e pelos pastores da igreja protestante, Domingos Alves e Apolinário Martins.

Notícia relevante: Arcebispo Edgar Peña Parra observa preparativos do país relativos à visita do Papa Francisco

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!