iklan

HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Pacientes graves determinam transferências para o estrangeiro

Pacientes graves determinam transferências para o estrangeiro

DireçãoNacional de Apoio Hospitalar e Emergência do Ministério da Saúde, Nilton do Carmo da Silva.

DÍLI, 12 de setembro de 2022 (TATOLI) – A DireçãoNacional de Apoio Hospitalar e Emergência do Ministério da Saúde está a preparar os trâmites necessários para transferir mais de 20 pacientes para o estrangeiro, revelou o Diretor da tutela, Nilton do Carmo da Silva.

Segundo Nilton do Carmo da Silva, a maioria dos doentes sofre de doenças cardiovasculares e oncológicas. Timor-Leste e a sua estrutura hospitalar mais relevante, o Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV), não possuem os mecanismos ou a logística médica apropriada que permitam acura, a sobrevivência ou mesmo uma qualidade de vida mínima para os pacientes com aquelas patologias.

Naqueles termos, a transferência para estruturas de saúde estrangeiras assume-se como a única alternativa e, de acordo com o dirigente, o ministério continua a trabalhar em parceria com a Direção da Junta Médica do Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) para proceder às transferências tão breve quanto possível.

Nilton do Carmo da Silva acrescentou que, desde janeiro deste ano, foram enviados 157 pacientes para receberemtratamentos de saúde adequados ao seu estado na Malásia, Singapura e Indonésia, sendo que sete daqueles eram pacientes oncológicos e não resistiram à doença.

Estão atualmente em tratamento 75 pessoas. Neste momento, estamos a preparar os documentos para transferirmos mais de 20 pacientes para hospitais estrangeiros. A maioria dos pacientes tem idade entre os 40 e 60 anos, afirmou o responsável, em Caicoli, Díli.

Nilton da Silva reafirmou que o Ministério da Saúde continua a esforçar-se para gerir o orçamento de um modo que não prejudique os cuidados médicos destes doentes.

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!