iklan

ECONOMIA, BAUCAU, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Parlamento pede a MAP que desenvolva plantação de sândalo em Baucau

Parlamento pede a MAP que desenvolva plantação de sândalo em Baucau

As árvores de sândalo. Imagem/Google.

DÍLI, 19 de julho de 2022 (TATOLI) – O Parlamento Nacional (PN) pediu ao Ministério da Agricultura e Pescas (MAP) que desenvolvesse 3 mil hectares de plantação de sândalo no suco de Gariuai, no Município de Baucau.

O Presidente da Comissão D que trata dos assuntos da Economia e Desenvolvimento, deputado Antoninho Bianco, solicitou ao MAP que atentasse na sustentabilidade de sândalo e cultivasse outras árvores para que estas sirvam de nutrição ao sândalo”.

O deputado lembrou que a Secretaria de Estado do Ambiente, em 2016, disponibilizou  dois mil dólares americanos ao Grupo Hadomi AiKameli para a manutenção de 1.129 sândalos na zona em causa.

Dado que o Governo não tomou providências para desenvolver a plantação de sândalo, o Grupo Hadomi Ai-Kameli resolveu tomá-las”, realçou.

O deputado recordou ainda que a Direção-Geral das Florestas, Café e Plantas Indústrias cultivou 3.125 sândalos na aldeia de Bamori, do Suco de Gariuai, mas a falta de água afetou o crescimento das árvores.

Antoninho Bianco pediu ao MAP que plante, por exemploai turi (colibri vegetal) para que sirva de nutrição às árvores em causa.

Se o Governo não conservar o sândalo adequadamente, o país vai perder esta riqueza, concluiu.

Recorde-se que o Governo decretou o dia 13 de janeiro como o Dia Nacional do Sândalo e das Florestas, com o intuito de assinalar o papel central das florestas na manutenção de um ambiente saudável, na conservação da biodiversidade e no desenvolvimento económico. O sândalo foi reconhecido como árvore emblemática de valor nacional.

Notícia relevante: MAP cultiva mais de 300 hectares de sândalo em setores prioritários

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!