iklan

ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Aprovadas três medidas para apoiar setor agrícola

Aprovadas três medidas para apoiar setor agrícola

Deputado do PD, Mariano ‘Assanami’ Sabino.

DÍLI, 03 de junho de 2022 (TATOLI) – O Parlamento Nacional aprovou hoje uma proposta com três medidas para apoiar o setor agrícola, apresentada pelo deputado do Partido Democrático (PD), Mariano ‘Assanami’ Sabino.

Estas medidas preveem a aquisição de tratores para apoiar a produção de arroz, a expansão da área de cultivo e a aquisição dos equipamentos pesados para garantir funcionamento de irrigação.

O deputado Mariano Assanami Sabino disse que esta proposta era uma prioridade, pois é  necessário modernizar a produção e aumentar o rendimento de modo a melhorar a economia familiar.

“A crise mundial ensina-nos uma lição muito importante: há necessidade de autossuficiência alimentar para responder às necessidades domésticas. Por isso, é preciso adquirir tratores para ajudar na expansão da área de cultivo do arroz e equipamentos pesados para garantir a funcionamento da irrigação”, disse o deputado, no âmbito da discussão da Lei das Grandes Opções.

Já o deputado do Partido KHUNTO, Luís Roberto, realçou ainda que é necessário continuar a promover o setor agrícola e, para isso, deve ser alocado um orçamento em 2023.

O deputado pediu ainda ao Governo que melhore o sistema de irrigação do país.

Já o Ministro da Agricultura e Pescas (MAP), Pedro dos Reis, agradeceu ao deputado proponente.

“Discutiremos esta proposta para expandir a plantação de arroz”, referiu.

Já o Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, disse que se coordenou com os ministros da Agricultura e Pescas (MAP), Pedro dos Reis, e das Obras Públicas (MOP), Abel Pires da Silva, para estabelecerem acordos de utilização de equipamentos pesados para responder às necessidades dos agricultores.

Os resultados dos Censos Agrícolas de 2019 mostram que dos 509.226 hectares correspondentes à área total bruta de cultivo, apenas 18% são aproveitados para a cultura do milho e somente 7,6% para a produção de arroz.

Segundo o documento, além da produção agrícola reduzida de milho e arroz, os agricultores timorenses aproveitam só 7,4% da área de cultivo para a mandioca e 6,3% para o café.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!