iklan

HEADLINE, NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

Participação eleitoral aumenta 6%

Participação eleitoral aumenta 6%

Diretor-Geral do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE), Acilino Manuel Branco. Imagem TATOLI/Francisco Sony.

DÍLI, 22 de março de 2022 (TATOLI) – A taxa de participação nas eleições presidenciais de 2022 subiu 6% face ao sufrágio de 2017, revelou o Diretor-Geral do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), Acilino Branco.

“Este ano, a taxa da participação dos eleitores aumentou para 77,26%, o equivalente a 647.172 eleitores.  Registámos, em 2017, a taxa da participação de 71,16% [743.150]”, afirmou o dirigente, em Caicoli, Díli.

O dirigente acrescentou que o STAE já concluiu o apuramento dos boletins de votos a nível municipal, sublinhado que a CNE tem três dias para apuramento nacional.

“Necessitaremos de três dias para prepararmos o relatório dos resultados a nível nacional e esperarmos pelo material eleitoral vindo da diáspora. Temos de entregar o relatório ao Tribunal de Recurso para que todos os documentos oriundos dos municípios sejam analisados, de modo a divulgar os resultados das eleições. Depois de anunciar o resultado, poderemos ver se vai ou não a segunda volta”, disse.

José Ramos Horta venceu a primeira volta com 46,58%, ou seja, 301.481 eleitores; seguiu-se o atual Presidente da República, Francisco Guterres ‘Lú Olo’ com 22,16% (143.408); Armanda Berta dos Santos com 8,7% (56.289); Lere Anan Timur com 7,6% (48.959) e Mariano Assanami Sabino com 7,3% (47.008).

Seguiram-se Anacleto Ferreira com 2,0% (13.059); Martinho Gusmão com 1,3% (8.485); Hermes Barros com 1,2% (7.958); Milena Pires com 0,8% (5.335); Isabel Ferreira com 0,6% (4.165); Felisberto Duarte com 0,4% (2.615); Constâncio Pinto com 0,4% (2.474); Rogério Lobato com 0,3% (2.028); Virgílio Guterres com 0,3% (1.685); Antero Bendito com 0,2% (1.531) e, por último, Ângela Freitas com 0,1%, o equivalente a 692 votos.

O STAE registou 859.613 eleitores elegíveis em todo o território e na diáspora, dos quais 852.500 foram registados a nível nacional e 7.119 no estrangeiro, sendo que 1.487 na Austrália, 1.277 na Coreia do Sul, 1.264 na Irlanda do Norte, 857 em Portugal e 2.234 no Reino Unido.

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!