iklan

POLÍTICA, INTERNACIONAL, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Observadores da UE e equipa do candidato Ramos Horta discutem preparativos para campanha presidencial

Observadores da UE e equipa do candidato Ramos Horta discutem preparativos para campanha presidencial

Observadores da UE e equipa do candidato Ramos Horta discutem preparativos para campanha presidencial. Imagem/Média do candidato do PR, Ramos Horta.

DÍLI, 23 de fevereiro de 2022 (TATOLI) – A equipa de observadores da União Europeia (UE) para as eleições presidenciais encontrou-se com o Coordenador-Geral do candidato à Presidência da República, José Ramos Horta, Tomás do Rosário Cabral, para discutirem os últimos preparativos para a campanha eleitoral.

Durante o encontro, a equipa de observadores levantou algumas questões associadas ao período da campanha eleitoral, nomeadamente no que diz respeito à segurança, preparação logística e administração, quer por parte das entidades de segurança quer por parte dos candidatos.

Os observadores mostraram igualmente a sua preocupação face à garantia da imparcialidade dos funcionários incumbidos de assegurarem os centros de votação instalados em todo o teeritório. Foi ainda abordada a questão ligada à neutralidade dos órgãos de comunicação social, tanto na cobertura da campanha eleitoral como no dia das eleições.

De acordo com Tomás Cabral, cabe ao Governo garantir a segurança pública através do destacamento de efetivos da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) e das FALINTIL-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL) para o terreno.

“O encontro foi dedicado ao assunto de segurança que está nas mão do Estado. O CNRT repudia qualquer ato de violência. A nossa posição vai no sentido de  promover a paz, num clima de respeito e de tranquilidade para garantir o sucesso destas eleições”, afirmou Tomás Cabral, num comunicado a que a Tatoli teve hoje acesso.

Segundo o Coordenador-Geral, o CNRT fez um apelo a toda a estrutura partidária para não alimentar polémicas nem entrar em insultos, na tentativa de  promover a estabilidade.

O Coordenador salientou ainda que a União Europeia manifestou igualmente a sua apreensão face ao trabalho efetuado pelos diferentes órgãos de comunicação social no que concerne à cobertura de todo o processo eleitoral.

“Da nossa parte, mantemos o apoio com todos os órgãos de comunicação social, não interferindo na transmissão televisiva de qualquer ação de campanha”, concluiu.

Notícia relevante: Chegam hoje 24 observadores europeus a Timor-Leste

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!