iklan

ÚLTIMAS NOTÍCIAS, DÍLI, NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE, SAÚDE

Governo instala equipamentos em centros de isolamento e de quarentena para infetados com covid-19

Governo instala equipamentos em centros de isolamento e de quarentena para infetados com covid-19

Primeiro-Ministro Taur Matan Ruak. Imagem Tatoli/Egas Cristovão.

DÍLI, 01 de março de 2021 (TATOLI) – O Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, disse hoje que o Governo procedeu já à instalação de novos equipamentos, tanto no Centro de Isolamento de Vera Cruz como nos centros de confinamento obrigatório.

“Reforçamos as medidas para combater a covid-19 através da instalação de novos equipamentos destinados aos centros de isolamento e de quarentena. Atualmente, já instalámos 250 camas no centro de isolamento, 25 das quais para os casos graves em unidades de cuidados intensivos no agora reabilitado antigo Hospital Dr. António de Carvalho. Dispomos agora de um total de 728 quartos para centros de quarentena”, disse Taur Matan Ruak, durante o debate sobre a eventual extensão do estado de emergência, que decorreu no Parlamento Nacional.

O governante afirmou ainda que o Laboratório Nacional possui atualmente condições adequadas para a realização dos testes de despistagem à covid-19, salientando ainda que foram de igual modo criadas condições logísticas nas Salas de Situação localizadas nos municípios de Bobonaro e Covalima bem como na Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA) para serem efetuados os respetivos testes.

“Desde então, tomamos as medidas de controlo sanitário rigoroso para as populações bem como entradas de pessoas no território nacional, com a aplicação de quarentena obrigatória e testes de rastreio, e, consequentemente, o internamento obrigatório em estabelecimentos de saúde e no centro de isolamento para os casos positivos”, referiu.

“Apesar destes progressos, continuamos com capacidade muito limitada, em termos de recursos humanos e materiais para respondermos a esta doença, no caso de haver um aumento de transmissão comunitária desta epidemia do nosso país”, afirmou Taur.

Taur referiu ainda que, se o 11.º estado de emergência for decretado, é para continuar a travar uma eventual propagação deste vírus, que tem abalado fortemente o mundo e que já causou mais de dois milhões de mortes.

“Neste momento, a nossa única arma de defesa e proteção é não deixar propagar no nosso território nacional este inimigo invisível, que é a covid-19, através de medidas de controlo de entrada de pessoas e da imposição de limitações aos direitos dos cidadãos, por via do estado de emergência”, concluiu.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editor: Zezito Silva

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!