iklan

ÚLTIMAS NOTÍCIAS, DÍLI, NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE, SEGURANSA NO DEFEZA

Vinte agentes policiais identificados por suspeita de permitirem movimentos ilegais nas fronteiras

Vinte agentes policiais identificados por suspeita de permitirem movimentos ilegais nas fronteiras

DÍLI, 15 de dezembro de 2020 (TATOLI) – O Ministério do Interior identificou já 20 membros da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) por suspeita de permitirem a alguns elementos da organização de artes marciais Persaudaraan Setia Hati Terate (PSHT) a saída ilegal do país para realizarem exames e a graduação de faixa, na Província de Kupang, na Indonésia.

Segundo o Vice-Ministro do Interior, António Armindo, o assunto está em investigação.

“Registámos, sim, alguns agentes policiais, suspeitos de facilitarem as saídas ilegais dos elementos de artes marciais. A lista foi no mês passado entregue ao Comando-Geral da PNTL. Aguardamos só os resultados. Um deles tinha sido demitido. Isto, contudo, não significa que cometeu este ato, pois o processo está em fase de investigação”, disse António Armindo aos jornalistas, após o término da reunião com o Ministro do Interior, Taur Matan Ruak, no Palácio do Governo.

O governante revelou, por fim,  que a esmagadora maioria dos suspeitos é da Unidade de Patrulhamento da Fronteira (UPF) da PNTL.

De acordo com os dados do Ministério da tutela, registaram-se, entre agosto e setembro deste ano, 390 entradas ilegais nas fronteiras terrestres, sendo que 222 foram de elementos da PSHT, que se encontram atualmente sob investigação das autoridades policiais.

Jornalista: Antónia Gusmão

Editora: Julia Chatarina/Tradutor : Zezito Silva

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!