iklan

POLÍTICA, ECONOMIA, NOTÍCIAS DE HOJE

Governo cria definição da composição do CROP para OGE de 2021

Governo cria definição da composição do CROP para OGE de 2021

Reunião do Conselho de Ministros. Imagem/Egas Cristovão.

DÍLI, 18 de setembro de 2020 (TATOLI) – O Governo de Timor-Leste aprovou hoje o projeto de Resolução do Governo relativo à definição da composição do Comité de Revisão Política (CROP) para o Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2021.

O Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Magalhães, revelou que o CROP é presidido pelo Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, e composto também pelos Vice-Primeiros-Ministros, os ministros Coordenador dos Assuntos Económicos, das Finanças e a Secretária de Estado da Igualdade e Inclusão, como observadora.

Segundo o governante, serão de igual modo criados vários subcomités, como o Subcomité do Setor Institucional, presidido pelo Primeiro-Ministro, do Setor Social, liderado pela Vice-Primeira-Ministra e Ministra da Solidariedade Social e Inclusão, Armanda Berta. Prevê-se também a criação do Subcomité do Setor das Infraestruturas liderado pelo Vice-Primeiro-Ministro e Ministro do Plano e Ordenamento Território, José Reis, e, por último, o Subcomité do Setor Económico (SEII), dirigido pelo Ministro Coordenador dos Assuntos Económicos, Joaquim Amaral.

“Os subcomités efetuarão reuniões em paralelo após a apresentação ao comité, onde fazem parte o Primeiro-Ministro, Vice-Primeiro-Ministro, ministros dos Assuntos Económicos, das Finanças e SEII, na qualidade de observadora”, afirmou Fidélis Magalhães, após a reunião extraordinária do Conselho de Ministros, no Palácio do Governo, em Díli.

O governante adiantou ainda que os subcomités analisarão simultaneamente as submissões orçamentais setoriais, a partir de dia 21 de setembro, para analisarem as conclusões de todos os setores pelo CROP.

No que diz respeito ao CROP, Fidélis Magalhães afirmou também que o comité pretende verificar a alocação estratégica de recursos das propostas orçamentais para atingir os compromissos e objetivos que abrangem os documentos estratégicos, além de proceder à análise da capacidade de execução dos planos para ano fiscal de 2021.

O ministro acrescentou que, após a conclusão da análise levada a cabo pelo CROP, a Proposta de Lei do OGE de 2021 será aprovada no Conselho de Ministros e apresentada ao Parlamento Nacional, a 15 de outubro.

Recorde-se que o Governo aprovou o teto agregado para o OGE de 2021 no valor de 1,6 mil milhões de dólares americanos.

Do total do OGE para o próximo ano, 216,2 milhões dólares americanos destinam-se a salários e vencimentos, 451,1 milhões de dólares a bens e serviços, 480,7 milhões a transferências públicas. Além disso, 235,8 milhões de dólares estão previstos para o capital de desenvolvimento e cerca de seis milhões destinam-se ao capital menor.

Recorde-se também que o Diretor-Geral do Planeamento e Orçamento do Estado do Ministério das Finanças (MF), Januário da Gama, revelou que a discussão do Comité de Revisão Orçamental Política para 2021 terá lugar em finais de setembro, entre os dias 28, 29 e 30.

Notícia relevante: Discussão do CROP para 2021 em finais de setembro

Jornalista: Nelia Fernandes

 Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!