iklan

ÚLTIMAS NOTÍCIAS, ECONOMIA, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

Timor-Leste e BAD assinam acordo de um milhão de dólares americanos

Timor-Leste e BAD assinam acordo de um milhão de dólares americanos

Ministro das Finanças, Fernando Hanjam, acompanhado pelo representante do BAD, José Perreira, assina acordo de um milhão de dólares americanos. Imagem/Media MF.

DÍLI, 09 de julho de 2020 (TATOLI) – O Governo de Timor-Leste e o Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) assinaram hoje um acordo de um milhão de dólares americanos para responder, no âmbito do programa de segurança alimentar, à situação de emergência.

O acordo foi assinado pelo Ministro das Finanças, Fernando Hanjam, representantes do BAD, Sunil Mitra e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Munkhtuya Altangerel. Esta iniciativa tem como objetivo apoiar o país através do Fundo de Resposta a Desastres da Ásia Pacífico. O acordo prevê que as verbas sejam utilizadas para a compra de produtos a agricultores nacionais e na sua distribuição às famílias mais vulneráveis.

O Coordenador Residente da Organização das Nações Unidas (ONU) em Timor-Leste, Roy Trivedy, destacou a importância do programa por ir ao encontro das necessidades da população timorense, sobretudo para fazer face à crise sanitária provocada pela covid-19.

 “Pela primeira vez, nomeadamente em Timor-Leste, é fornecido este tipo de apoio que visa adquirir alimentos para apoiar diretamente os agricultores. Queria felicitar os parceiros, porque o programa trará um impacto positivo para os cidadãos timorenses”, referiu Roy Trivedy, em Aitarak-Laran, Díli.

Também o Ministro das Finanças, Fernando Hanjam, agradeceu ao Governo e ao povo nipónico o apoio concedido a Timor-Leste no valor de um milhão de dólares americanos financiado pelo BAD.

“Agradecemos também ao PNUD que trabalha juntamente com o Governo como agência executora das verbas. O programa visa proporcionar aos agricultores a obtenção de mais rendimento”, disse.

Notícia relevante: BAD apoia população timorense afetada pela covid-19 com um milhão de dólares

Já a Representante do PNUD, Munkhtuya Altangerel, afirmou que, na implementação do programa, se pretende trabalhar em parceria com os agricultores e associação dos produtores alimentares dos cinco municípios – Baucau, Bobonaro, Covalima, Díli e Oé-Cusse – para efetuar a aquisição dos bens agrícolas.

Munkhtuya Altangerel acrescentou que, no que toca à  distribuição de alimentos, o PNUD se vai coordenar com os presidentes dos cinco municípios com vista à identificação das famílias mais vulneráveis.

O programa de aquisição de alimentos no valor de um milhão de dólares americanos será levado a cabo pelo PNUD e MAP com a duração de seis meses, entre julho e dezembro deste ano.

Notícia relevante: MAP coordena-se com PNUD para compra de produtos agrícolas

Jornalista : Nelia Fernandes

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!