iklan

INTERNACIONAL, NACIONAL, NOTÍCIAS DE HOJE

GNR disponibiliza formação para agentes da polícia timorense

GNR disponibiliza formação para agentes da polícia timorense

Os elementos da PNTL que participam na formação. Imagem: MI

DÍLI, 14 de janeiro de 2019 (TATOLI) – A Guarda Nacional Republicana (GNR) de Portugal disponibilizou uma formação para 53 elementos da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL). O objetivo é adquirirem os cargos de oficiais inspetores assistentes. A formação, cuja duração será de nove meses, terá lugar no Centro da Academia de Formação da Polícia (CPF), em Comoro, Díli.

O Governo timorense, através do Ministério do Interior (MI), agradeceu ao congénere português a disponibilidade para promover esta formação.

O Ministro Interior em exercício, Filomeno da Paixão de Jesus, elogiou na ocasião o trabalho realizado pelo CFP, que assegura questões associadas à pedagogia, ao currículo com vista à capacitação de todos os agentes policiais.

“Em nome do Governo, quero agradecer o apoio concedido pela equipa formadora da GNR, através da cooperação bilateral entre os governos de Timor-Leste e Portugal. A GNR prestou ajuda à PNTL nos processos de concurso e seleção”, disse nesta terça-feira o Ministro Filomeno, acompanhado pelo Comandante-Geral da PNTL, o Comissário Faustino da Costa, aquando da sua visita, ao CPF, em Comoro.

Durante a visita, o ministro e a sua equipa reuniram-se ainda com os 53 elementos candidatos a inspetores assistentes, tendo abordado questões sobre a frequência da formação.

Os requisitos que levaram à seleção dos 53 candidatos oriundos de diversos comandos da polícia de municípios são, entre outros, possuir o curso de bacharelato, ter exercido o cargo de sargento durante quatro anos e não ter mais de 50 anos.

O ministro Filomeno da Paixão disse ter ficado surpreendido com o progresso alcançado no referido centro, tendo mais uma vez elogiado o trabalho, quer do Comando da PNTL quer dos instrutores e equipa de formadores que fazem parte da GNR de Portugal.

“Os 53 formandos têm agora a possibilidade de se poderem exprimir em português. O Governo decidiu implementar um diploma ministerial, emitido pelo Ministério do Interior, para que fosse realizado o primeiro curso de inspetor assistente na PNTL. Constatámos que a participação das mulheres é ainda muito reduzida, pelo facto de termos aberto mais vagas para os oficiais. Espero que a participação das mulheres possa aumentar no futuro próximo” disse Paixão no seu discurso.

O governante lembrou ainda que o Executivo decidiu, neste ano, recrutar 600 novos elementos para as F-FDTL, adiando, para mais tarde, o recrutamento de novos agentes para a PNTL.

“Não tenho intenção de fechar o processo de recrutamento de novos membros para a PNTL. Estimamos que, em 2021, abramos vagas para esta instituição. Devemos, contudo, em primeiro lugar, organizar a nossa casa a fim de reforçar os nossos recursos humanos, a capacidade de liderança e a capacidade de coordenação. A minha presença visa melhorar a PNTL e cumprir a política do atual Governo. A formação promovida pela GNR é uma condição sine qua non para a promoção das divisas destinada aos oficiais. Pretendemos organizar mais formações, agora destinadas a oficiais de capitães”, disse.

Segundo Filomeno, para que os elementos da PNTL se tornem em verdadeiros profissionais, necessitam ainda de adquirir novas competências em múltiplos aspetos, como leis, regulamentos e o estatuto da PNTL.

“Tenho esperança de que os candidatos atinjam os seus objetivos e se tornem futuros inspetores assistentes de oficiais dentro de um ano. O nosso desejo é que a polícia ganhe credibilidade e confiança junto da população,” afirmou.

A visita contou com a presença do Ministro Interior em exercício, Filomeno da Paixão de Jesus, do Comandante do Centro de Formação de Polícia, o Superintendente Arquimino Ramos, e seu Adjunto, o Superintendente Assistente Boavida Ribeiro.

Jornalista : Eugénio Pereira
Editor : Francisco Simões

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!